BEDA

domingo, 31 de julho de 2016 1 Comentário

Oii gente, hoje eu vim falar para vocês do BEDA, afinal o que é isso??

BEDA é semelhante ao VEDA que acontece no YouTube, consiste em postar todo dia durante um mês, mas só pode ocorrer nos meses de abril ou agosto.

Depois de conversar com algumas amigas, eu e a Fernanda resolvemos que vamos participar também. A gente não tem certo ainda o que vamos fazer. Mas garanto que vai ter muita coisa boa.

Espero que vocês gostem, a gente vai se esforçar ao máximo para fazer algo bem legal para vocês.

Eu queria agradecer a Jheinis do blog jheinisduarte.blogspot.com.br
Por ter criado criado a imagem.

Beijos até amanhã.

Resenha: Não se Apega, Não

quinta-feira, 28 de julho de 2016 5 comentários


Livro: Não se apega, não.

Autora: Isabela Freitas.

Editora: Intrínseca

Avaliação: ❤❤❤


                                Autora:

Isabela Freitas (@IsabelaaFreitas no twitter) tinha 23 anos quando lançou seu primeiro livro, sempre foi apaixonada por livros e a escrita.

Em 2011, começou seu blog isabelafreitas.com.br, que já soma mais de 60 milhões de visualizações.

Estudante de direito, pretende cursar jornalismo um dia.

                                      Sinopse:

Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão.

Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de laranja.
O amor vem pros distraídos.

Tudo começa com um ponto-final: a decisão de terminar o namoro de dois anos com Gustavo, o namorado dos sonhos de toda garota.

As amigas acharam que Isabela tinha enlouquecido, porque, afinal de contas, eles formavam um casal per-fei-to!

Mas por trás das aparências existia uma menina infeliz, disposta a assumir as consequências pela decisão de ficar sozinha.

Estava na hora de resgatar o amor-próprio, a autoconfiança e entrar em contato com seus próprios desejos.

Parece fácil, mas atrapalhada do jeito que é, Isabela precisa primeiro lidar com o assédio de um primo gostosão, com as tentações da balada e, principalmente, entender que o príncipe encantado é artigo em falta no mercado.


                                 Minha Opinião:

Esse livro trás uma mensagem bem bonita, de que não precisamos de alguém para sermos felizes.

As histórias da Isabela me fizeram rir, me fizeram pensar um pouco e lembrar situações semelhantes. É um livro de  decepções, de cada decepção que ela sofre na sua busca por seu príncipe encantado.

O livro também trás para nos lições de amizade, sabem aqueles "amigos"? Acho que todos temos um amigo que quer nós ver bem, mais nunca melhor que ele. Mas também nos mostra amigos de verdade, que sempre estão lá você bem ou mal.

Por ser um auto ajuda trás bastante essa coisa de reflexões, que tocam em algumas das nossas feridas. Afinal todos ainda sofreremos ou já sofremos alguma decepção com o amor.

Foi um livro que para mim, começou chato, achei que ia ser só auto ajuda, mais ai me surpreendi com as histórias da vida da autora e isso tornou o livro bem mais interessante. A narrativa não é cansativa, é bem leve e divertida.

Super recomendo, não só pra quem quer desapegar mais sim para todos em geral. Isabela Freitas, não é aquele auto ajuda chato, é legal e divertido, podem ler sem medo.

           

Trechos: Lola e o garoto da casa ao lado

sábado, 23 de julho de 2016 2 comentários


 Eu tive uma ideia, não sei se vocês vão gostar... Mas sabe quando você lê um livro e tem aqueles trechos? Eu amo marcar aqueles pedaços que me fazem sentir uma emoção especial.

E eu resolvi criar aqui no blog um espaço para isso, onde toda semana eu irei postar trechos de um livro diferente.

O livro de hoje é um livro que tem resenha aqui do blog.
https://nossavidaemserie7.blogspot.com.br/2016/07/lola-e-o-garoto-da-casa-ao-lado.html?m=1  👈 Para quem quiser conferir a resenha esse é o link.





  "Ele foi meu primeiro, o que significa que eu nunca poderei esquecê-lo, mas irei sumir de suas memórias.
    Em breve eu serei apenas outra em sua cama."



"- Eu acho que você é perfeito também. Perfeito para mim."
       

"Claro que o quero de volta em minha vida. Mesmo quando estava fora, alguma parte do seu espírito ficou para trás."


"Eu sou a única a tornar nossas vidas difíceis. Eu sou a única fazendo essa amizade difícil."
             

"Eu não acredito em moda. Eu acredito em traje. A vida é muito curta para ser a mesma pessoa todos os dias."


"É incrível como a roupa afeta a forma como as pessoas te vêem."


"Eu não estou interessada em fazer o que é fácil. Estou interessada em fazer o que é belo."

Créditos: google imagens

Resenha: 8 Segundos

quinta-feira, 21 de julho de 2016 4 comentários



Oii gente, estou intitulando as quintas-feiras como dia de resenha aqui no blog \O/, a gente não tinha dia definido, mas agora depois de um pequeno estudo de horários vimos que era o melhor dia da semana para isso. Espero que gostem.

Nossa resenha do dia é de um livro que em especial eu gostei muito, de uma autora brasileira, 8 segundos.


                                         Autora:

Uma escritora desconhecida publica um romance erótico na internet, vira sensação entre os leitores e atrai a atenção de uma grande editora.

Parece a gênese do best-seller britânico "Cinquenta Tons de Cinza", mas isso tudo aconteceu com uma moradora do interior de Mato Grosso, Camila Moreira, 26 anos.

Ela é autora de "O Amor Não Tem Leis", que o selo Suma de Letras, da editora Objetiva, lançou agora em versão impressa. O livro chega às livrarias depois de forte repercussão nos meios digitais.


                                     Sinopse:

O que fazer, quando dois mundos totalmente diferentes se chocam em uma realidade não esperada?

 Pietra sempre teve tudo o que desejava, mas após ser obrigada a passar trinta dias isolada em uma das fazendas da família, ela vai descobrir que nem tudo está ao alcance de suas mãos. Um peão de olhos azuis está tirando o sono da princesa da cidade.

Lucas Ranger é um homem ligado às coisas mais simples da vida. Suas maiores paixões são o rodeio, o campo e os animais. Lucas não se deixa levar pelos lindos olhos verdes de Pietra, ele sabe que ela significa problema.

Mas será que o cowboy indomável, irá se deixar laçar por uma menina de crista? Oito segundos... uma história de amor e paixão superando as diferenças.


                                 Minha opinião:

Esse foi um livro que eu tive muito prazer em ler e ver como tem coisa boa no Brasil.

O modo como a autora escreve nós faz querer ler cada vez mais. Ela construío  toda uma estrutura por trás dos seus personagens que nos faz sentir curiosidade em saber o que acontecera com eles. Ela cria um mistério no fim do livro, que nós faz ficar loucos, porque a curiosidade vai a mil.

Os personagens que ela criou me encantaram, são todos fofos... Apesar de eu achar a Pietra metida no início do livro, ela se mostra sensível e isso nos faz torcer por ela.

A amizade nesse livro é algo que me tocou muito, pois eles passam por vários problemas e em todos eles, os amigos foram quem deram força e os ajudaram a superar.

E claro que eu não podia deixar de falar das partes picantes do livro... Essa autora escreveu essas partes de um jeito muito bom de se ler, não é algo nojento nem romântico de mais.

Foi uma leitura super gostosa, mas na minha opinião a autora apressou o final, porque ela escreve o livro todo com uma certa calma ai chega no final ela acaba o livro super rápido. Acho que isso foi a única coisa que não gostei... Fora isso achei um livro bem legal, uma leitura agradável.

Esse livro merece 4 estrelas  na minha opinião.⭐⭐⭐⭐


Resenha: Fallen

quinta-feira, 14 de julho de 2016 2 comentários
Livro: Fallen
                                                      Autora: Lauren Kate
                                                      Editora: Galera Record
                                                      Edição: 11°edição
                                                      Data de Publicação:                                                             2009-EUA/ 2011-Brasil.




                                        Autora:

Lauren Kate é uma escritora americana de ficção jovem/adulto.

Nasceu e cresceu em Dallas, no estado americano do Texas, e frequentou a faculdade em Atlanta, Geórgia.

Suas maiores obras incluem "The Betrayal of Natalie Hargrove" e a saga "Fallen", que chegou à terceira posição na lista de best-sellers do jornal The New York Times.

                     Sinopse:

Algo parece estranhamente familiar em relação a Daniel Grigori.
Solitário e enigmático, ele chama a atenção de Luce logo no seu primeiro dia de aula no internato.

 A mudança de escola foi difícil para a jovem, mas encontrar Daniel parece aliviar o peso das sombras que atormentam seu passado: um incêndio misterioso levou Luce até ali.

Irremediavelmente atraída por Daniel, ela quer descobrir qual é o segredo que ele precisa tanto esconder… Mesmo que isso a aproxime da morte.

                   
                    Minha Opinião:

O motivo que me fez comparar o livro com Crepúsculo, foi o fato de eu ter achado a Luce muito insegura, sem sal, pimenta seja lá o temporo que for. E assim como a Bela ela fica naquela coisa chata "ele me quer ou não?"

O tema é muito interessante, só que a autora focou muito em coisas superfolas, que na minha opinião não precisavam aparecer. E graças a isso ela só descobre algo que aprofunde a investigação dela lá pelo final do livro.

A autora não soube explorar o mundo que criou e nem seus personagens. Os protagonistas foram péssimos, os personagens secundários, por outro lado são determinados e a gente se apaixona por eles.

Muitos autores criam esses triângulos amorosos onde um gosta muito da protagonista e o outro meio que esnoba ela. Só que eles buscam se diversificar ou pela escrita ou como a Lauren Kate, criando um mundo novo com coisas que não são comuns no nosso dia a dia.

A escrita da autora salva o livro, uma escrita detalhista que prende o leitor em diversas partes, mas no geral o livro não me prendeu e eu não gostei.

Por isso sei duas estrelas para ele.
⭐⭐

Resenha: Lola e o garoto da casa ao Lado

quinta-feira, 7 de julho de 2016 1 Comentário



Oii gente, hoje eu vim falar de um livros que eu queria muito ler, pois é da mesma escritora de "Anna e o beijo Francês" e os personagens aparecem nesse livro, eu não a concelho a ler esse sem antes ler Anna, apesar que a história é bem previsível.



                                          Autora:

Stephanie Perkins, sempre trabalhou com livros. Primeiro como vendedora, depois como bibliotecária e agora como romancista. Adora café moca, contos de fadas, música alta, caminhadas na vizinhança, chá de jasmim e tirar sonecas à tarde. E beijar. Stephanie e seu marido moram nas montanhas do norte da Califórnia.




                                         Sinopse:

A designer-revelação Lola Nolan não acredita em moda, ela acredita em trajes. Quanto mais expressiva for a roupa – mais brilhante, mais divertida, mais selvagem – melhor.

Mas apesar de o estilo de Lola ser ultrajante, ela é uma filha e amiga dedicada com grandes planos para o futuro.

E tudo está muito perfeito (até mesmo com seu namorado roqueiro) até os gêmeos Bell, Calliope e Cricket, voltarem ao seu bairro.

Quando Cricket – um inventor habilidoso – sai da sombra de sua irmã gêmea e volta para a vida de Lola, ela finalmente precisa conciliar uma vida de sentimentos pelo garoto da porta ao lado.



                                  Minha opinião:

A escrita dessa autora me prende muito, porque ela escreve de um jeito simples que leva a querer devorar o livro todo em segundos.

Mas é algo extremamente clichê dês do início do livro, já sabemos o que vai acontecer no final. Não tem nenhuma grande revelação nesse livro nem problemas reais. Nada que deixe o livro mais original. É um livro como vários outros livros clichês. Apesar do conflito famíliar que envolve a personagem principal é bem interessante.

Eu gostei bastante dos personagens desse livro, o mocinho, é meio tímido, isso faz dele as três coisas mais cativantes desses mocinhos nessas tramas clichês:
1- Fofo
2- Lindo
3- Meigo.

Nossa mocinha também é daquelas personagens típicas desses romances, mas apesar disso ela tem pequenas coisas nela que a fazem uma personagem marcante. Teve partes que achei ela meio ridícula, algumas de suas atitudes. Mas fora isso gostei.

Os personagens secundários foram os que achei mais originais, os pais dela, a amiga, a mãe biológica eles deram graça ao livro fizeram tudo ficar mais gostoso de ler vamos dizer assim.

Teve a participação de personagens de Anna e o beijo francês, que eu achei maravilhosa. Foi tão bom ver a autora escrever deles, apesar de eu ter achado que a autora não escreveu tão bem, ela meio que mudou o jeito deles de ser.  Na minha opinião.

Esse livro não foi tão bom, mas foi legal, ver algumas das confusões de Lola me fez dar boas risadas.

Bom foi meio difícil classificar esse livro ele foi razoável. Então são 2 estrelas. ⭐⭐

Resenha: Os 13 Porquê

segunda-feira, 4 de julho de 2016 1 Comentário




Oii gente, hoje vou conta pra vocês o que eu achei do livro "Os 13 Porquê". Já faz um tempinho que li esse livro, mas a resenha fico bem legal, vale apena ler até o final. Beijos espero que gostem.







                                   Autor:

Esse livro foi escrito pelo  norte-americano Jay Asher, que  teve a ideia de escrever o livro  "Os 13 porquês" enquanto visitava um museu e escutava os comentários gravados sobre as obras em um áudio-guia.
Esse foi seu livro de estreia.


                      Sinopse:

Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra um misterioso pacote com várias fitas cassetes.

Ele ouve as gravações e se dá conta de que foram feitas por uma colega de classe que cometeu suicídio duas semanas antes.

Nas fitas, ela explica que 13 motivos que a  levaram à decisão de se matar. Clay é um deles. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.



                      Minha Opinião

Esse livro vem com uma carga dramática enorme, ele é envolvente do início ao fim, você quer que aquilo não tenha acontecido, que ela não tenha se matado, pena que para existir história aquilo realmente aconteceu e você fica angústiado porquê o final vai continuar igual ao início, com ela morta.

Conforme os motivos vão sendo contados, a gente se coloca no lugar da Hannah, e pensando no que faríamos se estivéssemos no lugar dela, estivéssemos sofrendo aquilo, sem amigos, sozinhos.

O livro leva a gente a pensar em como pequenas coisas podem se transformar em uma bola de neve gigante, as primeiras coisas fazem a gente a pensar que foram motivos fúteis, mais conforme ela vai contando, a gente vê que até as coisas mais fúteis podem levar a grandes desastres.

E o autor, surpreendente a gente com a história do Clay, que é a história que a gente mais espera, por ser ele narrando e nem saber o real motivo daquilo.

O autor me agradou bastante na  forma em que  narrou o livro, entre a Hannah contando sua história e o Clay contando seu ponto de vista.

O final me agradou bastante, porque o autor mostra que ele aprendeu com aquilo que viveu. (Não posso explica isso direito, porque estaria dando spoiler.)

Esse livro deveria ser obrigatória nas escolas, porque jovens sabem ser muito maus as vezes é na brincadeira mais as pessoas que já estão ali sofrendo um drama familiar ou amoroso qualquer problema vai se mágoar com mais algo ruim que acontecer, piadas bobas nem sempre são bem vindas.

Esse livro me ensinou muito sobre isso, com certeza um livro que mudou meu jeito de pensar. Coisas pequenas mudam a vida das pessoas de um jeito inexplicável. Eu queria que as pessoas lessem esse livro, claro nem todos teriam o mesmo pensamento ou se quer gostassem do livro, mas acho que todos iriam levar algum ensinamento para vida.

Lógico que para este também são 5 estrelas
⭐⭐⭐⭐⭐
 
Desenvolvido por Michelly Melo.