Resenha do HQ: Batman _ A Piada Mortal

quarta-feira, 17 de agosto de 2016
olá, mais um BEDA pra vocês  e hoje é sobre HQ,  é a segunda vez que eles aparecem aqui no blog.  Meu segundo HQ na verdade era pra ser Batman_O homem que ri, mas eu não o encontrei e resolvi pular para o próximo: Batman _ A piada mortal, então  agora vim aqui falar pra vocês o que achei dele.
OBS: Felizmente eu já encontrei Batman_O homem que ri, então será a próxima resenha sobre HQs aqui no blog.



Titulo original: The Killing Joke
Escritor: Alan Moore
Desenhista: Brian Bolland
Editora: DC Comics
Ano: 1988
Sinopse: Em A piada mortal, Moore explora a psicologia de Batman, Coringa e do comissário Gordon. Todas as tramas paralelas apresentadas na HQ acabam tendo Gordon como seu referencial e é o comissário que concentra a maioria das perguntas que surgem após a leitura da revista. Afinal de contas, se basta um “dia ruim” para levar a sanidade de uma pessoa, porque o mesmo não aconteceu com Gordon? Porque é que Wayne se transformou no Batman, aquele ex-comediante no Coringa e o comissário escapou ileso?



Minha opinião: A escrita de Alan Moore é fabulosa, com uma boa dramatização, ele com certeza é muito bom no que faz, e quanto ao artista eu gosto dos traços dele, é realmente um trabalho muito bonito sem dúvida  extremamente excepcional e realista, confesso que prefiro o desenho do Batman (o personagem) de David Mazzucchelli, mas o do Brian também é muito bom, porém, acho ele muito exagerado em questões de proporção do corpo (muito musculoso), em algumas cenas até se assemelha muito ao Superman o que  não é de tudo ruim.
Essa é uma HQ meio pesada do tipo que não, não é infantil, não mesmo. Ela pega muito pra um lado psicológico afinal estamos falando do Coringa, então basicamente nessa HQ ele quer provar que qualquer ser humano está propenso à loucura basta um dia ruim.
 Gostei bastante acho que porque ela foi bem dramatizada e o enredo me fazia querer ler cada vez mais , eu esperava mais do final que acabou sendo muito controverso com algumas cenas anteriores, mas o achei muito relevante e uma boa proposta do tipo que eu não imaginaria que poderia acontecer. Recomendo-o mais pra quem curte essa pegada psicológica, dramática e trágica.   

 Muito obrigada ♥

Nenhum comentário

Postar um comentário

 
Desenvolvido por Michelly Melo.