RESENHA: Até eu te Possuir (Soraya Abuchaim)

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Livro: Até Eu Te Possuir.

Autora: Soraya Abuchaim.

Editora: Ella.

Páginas: 284.

Onde Comprar: http://goo.gl/eLdati

Avaliação: ❤❤❤❤❤.

"No fundo, todos procuram um amor, em maior ou menor intensidade, mesmo que não estejam dispostos a admitir."


Sinopse:

      Johanna Dorne é uma mulher que perdeu todas as pessoas que amou. As tragédias de sua vida começaram com um acontecimento marcante quando ela tinha 13 anos.
Três décadas depois, ela se transformou em uma mulher solitária, confusa e inclinada à autocomiseração, que não consegue manter contato social com ninguém. Até conhecer Michel Brum, um homem charmoso e misterioso que a resgata de sua vida patética, devolvendo-lhe a felicidade há tanto tempo perdida. Só que Michel acaba mostrando que não é tão perfeito assim, e um segredo mortal jogará Johanna novamente em um Abismo.

"Esse seria o preço por ter causado tantos males a tantas pessoas: viver como uma sombra do que um dia, há tantos anos, sonhou ser."

   Johanna era uma garota normal, feliz, era relativamente popular na escola. Porém tudo começa a mudar a partir de sua festa de 13 anos, não mudar apenas na maturidade ou coisas que vêm com essa idade. Um certo acontecimento de quando ela estava comemorando seus 13 anos, desencadeou uma série de desgsraças na vida de Johanna.

     O livro começa narrando Johanna com 41 anos, uma mulher devastada com tantas perdas, solitária, e totalmente rotineira. Até o dia que ela conhece o Michel Brum, que é o tipo o cara mais apaixonante do mundo, que se interessa por ela. Os dois começam a ter uma relação... Mas ai... Não posso contar (não sou má gente, só que se eu contar cadê a graça do livro?) 

      O livro é narrado em primeira pessoa no tempo atual, e em terceira pessoa no passado. No começo parece um pouco confuso, porque o livro narra duas passagens de tempo passado diferentes, mas isso é só no começo, depois você se adapta a escrita da autora e ai fica viciado em saber qual vai ser a próxima tragédia do livro.

"Uma vez me disseram que o inferno é nossa mente. Nunca houve palavras tão sábias."

      Eu gostei da forma com que a autora aborda o assunto, começa de vagar, um ato um pouco violento, querendo promessas de ser "só sua", a autora abordou com um realismo incrível o abuso da personagem, essa relação abusiva. E de como mulheres frágeis, abaladas acabam meio que se acomodando com a situação. E quando a gente vê isso em filmes, série achamos que nunca vai ser nosso caso, assim como a Johanna, porém todas estamos sujeitas a isso. É um assunto difícil de ser abordado sim, mas é um assunto necessário. A autora fez isso maravilhosamente bem.

     O final achei que faltou alguma coisa, sabe quando você fica querendo mais algum acontecimento? Eu já imaginava que o grande segredo seria aquele ( que você só vão saber se ler o livro), e esse pré-final foi muito maravilhoso, tudo o que foi falado, as coisas que aconteceram, tudo foi muito bom, a forma que a autora estava conduzindo o final. 

     Eu acho que é um livro que vale muito apena ser comentado, ser lido, pois é triste, mas é a tristeza de milhares de mulheres pelo mundo, claro que não com toda a carga da Johanna, mas com sua triste realidade.
     
"A vida é assim, ela nos prega peças, e cabe a nós saber lidar com as situações adversas."

2 comentários

  1. Amei a resenha. Estou louca para ler esse livro! Está na minha listinha. Beijos.
    www.blogsobrelinhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Realmente, a escrita da Soraya é muito boa, eu demorei pra terminar esse livro, por que ele é bem pesado e eu nao estava nos meus melhores momentos quando li, mesmo assim, consegui gostar do livro, mesmo morrendo de pena da personagem!

    ResponderExcluir

 
Desenvolvido por Michelly Melo.