TOP 3: Romances Clássicos Brasileiros Que Eu Queria Muito Ler

domingo, 11 de junho de 2017
Oiii Meus amores!!! tudo bem com vocês?? Espero que sim, espero também que estejam participando da nossa maratona de posts e sorteios e divulgando para os amigos ;)

Sabe quando a gente está no ensino médio e começa a ter que ler romances para aula de litetao e pensa "Meu Deus eu vou morrer para não ler isso". Comigo está acontecendo ao contrário, pagari para minha professora fazer a gente ler três romances específicos, vou contar um pouco mais sobre eles. Espero que gostem, não esqueçam de comentar. E ai, qual clássico você gostaria de ler? Qual você não leria de jeito nenhum? Comenta para mim saber.

. A Moreninha uma das obras mais conhecidas do autor Joaquim Manoel de Macedo, me chamou muito a atenção por retratar os jovens da época, o livro é sobre adolescentes e sobre o período da monarquia brasileira, tem como não chamar atenção? Você devê estar ai olhando para o que eu acabei de falar com uma cara de quem não acredita no que estou falando, tudo bem, não te julgo, agora vou contar um pouco da história, vamos ver se mudo sua opinião.

O romance A Moreninha conta a história de amor entre Augusto e D. Carolina (a moreninha). Tudo começa quando Augusto, Leopoldo e Fabrício são convidados por Filipe para passar o feriado de Sant’Ana na casa de sua avó. Os quatro amigos estudantes de medicina vão para a Ilha passar o feriado e lá encontram D. Ana, a anfitriã, duas amigas, a irmã de Filipe, D. Carolina e suas primas Joana e Joaquina. Antes de partirem Filipe havia feito uma aposta com Augusto: se este voltasse da Ilha sem ter se apaixonado verdadeiramente por uma das meninas, Filipe escreveria um romance por ter perdido a aposta. Caso se apaixonasse, Augusto é quem deveria escrevê-lo.

Eu nem vou comentar que eu já comprei ele, nesse preço maravilhoso e estou devorando, alguém já leu?? Afinal quem ganha essa bendita aposta??



. Iracema vai contar uma história mais agitada, que vai ser o clássico índia com homem branco que tanto nós chama a atenção. Será que um amor assim consegue sobreviver?? Eu estou indignada por não ter lido esses livros ainda. Vou contar um pouco da história para vocês.


O romance possui como casal protagonista Iracema e Martim. O primeiro encontro dos dois se dá quando Iracema está repousando em sua sesta quando é assustada por um guerreiro estranho. Assustada, ela lança uma flecha que atinge o guerreiro. Ele não tem nenhuma reação ao ataque de Iracema e, ao ver que ele não possui nenhum tipo de má intenção, parte para acudi-lo. Esse guerreiro chama-se Martim. Eles vão juntos até a tribo de Iracema, chamada de tabajara. Martim é recebido pelo Pajé e, como de costume, belas mulheres são levadas até ele por Iracema. Ele recusa e decide ir embora da tribo. Entretanto, Iracema vai atrás dele, pedindo para ele voltar. Martim aceita. Começa nesse momento uma troca de amor mútuo. À noite, passeiam pelo bosque e ficam muito próximos. Um guerreiro tabajara avista a proximidade dos dois.
Ele tenta ferir Iracema e acaba ferindo Martim.

Me diz?? Eu não to certa de que essa romance é bem agitadinho?? Eu quero muito ler ele, alguém já leu? Me diz se é bom por favor.


. O motivo desse livro ter me chamado tanto a atenção foi sua representação da sociedade da época, os casamentos, os amores, de como era aquela sociedade naquele determinado momento.

Uma jovem moça chamada Aurélia, rica e frequentadora de bailes da alta sociedade. Aurélia, sendo órfã e recebedora de uma grande fortuna, estava sempre acompanhada de sua parenta D. Firmina e acreditava que todos só se interessavam por ela por causa de sua beleza e do seu dinheiro. Em um baile de costume, Aurélia começou a se questionar sobre sua educação e seu destino. Escreveu uma carta ao Sr. Lemos dando-lhe a missão de arrumar seu casamento com o atual noivo de Adelaide Amaral, o Fernando Seixas. Seixas era pertencente a uma família de situação pouco favorável e pretendia arrumar um casamento com uma moça rica para oferecer melhores condições para sua mãe e suas irmãs, e também para seus luxos. Lemos faz a proposta de casamento a Seixas, que mesmo sem conhecer a noiva, recebe um adiantamento do alto dote e aceita o compromisso. Quando foi apresentado à Aurélia, Seixas sente uma profunda humilhação, pois em tempos passados tinha rompido um noivado com ela para ficar noivo de Adelaide, que era mais rica. Na noite de núpcias, Aurélia chama seu entro marido de homem vendido.

Vamos só ver, esse cara se deu muito mal, queria saber como ficou a outra noiva e claro saber tufo que ela vai aprontar para ele. Parece ser uma trama bem divertada e de se questionar as coisas.


Então galera, esse foi o post de hoje, que peninha que acabou :( . Mas tem uma coisinha ainda, vamos logo para o sorteio!!! Se sentirem curiosidade, adquiram os livros pelos links e ajudem o blog.

Queria mais uma vez agradecer a autora Mary Oliveira por sua colaboração e também a Tati, muito obrigado meninas. vocês fazem esse evento ser possível.


8 comentários

  1. Olá destes ai já li A Moreninha e Iracema. AmoA Moreninha e recomendo demais a leitura, é uma gracinha.
    Beijuh

    ResponderExcluir
  2. Todos eu li e recomendo primo Basílio também é muito bom peguei gosto pela leitura justamente por causa do ensino médio ler é vida ...

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem ?
    Já li A moreninha e é um dos meus favoritos.
    Te indico também a leitura de Dom Casmurro e Capitães da Areia. Acho que vai gostar bastante 😘😘😘

    ResponderExcluir
  4. Não li nenhum desses livros ainda,mas como sempre me deixou super curiosa parabéns

    ResponderExcluir
  5. Pretendo ler também, tô fraca em clássicos brasileiros :(

    ResponderExcluir
  6. Ah esses clássicos são poucos que realmente gosto normalmente são leituras que demoram anos pra mim terminar mais vou ler esses pra ver se sai realmente bons

    ResponderExcluir
  7. QUE POST MAIS LINDO DA VIDA
    José de Alencar é maravilhoso, embarque de cabeça nesses clássicos!!
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  8. Clássicos brasileiros sempre são maravilhosos! Além de ter uma boa leitura, estamos reconhecendo nossa cultura, quero ler a moreninha.

    Www.livroseoutrostrecos.com/
    Livroseoutrostrecos@gmail.com

    ResponderExcluir

 
Desenvolvido por Michelly Melo.